Voltar ao topo

Centro de Ressocialização Feminino em SP faz oficinas de crochê e jogos

O Projeto Conviver tem o objetivo de diminuir os impactos da pandemia no centro que está com as atividades pausadas

31 de Julho de 2020 - Instituto Ação Pela Paz

O Projeto Conviver, em parceria com o Instituto Ação Pela Paz, organização apoiada pela CNseg, atua em duas frentes no Centro de Ressocialização Feminino (CR) de Rio Claro (SP), com reeducandas ensinando reeducandas a arte do crochê e dos jogos.

Conviver Oficina de Crochê

As aulas de crochês já estão há tempos presente na realidade das reeducandas do CR feminino de Rio Claro, por meio de outro projeto apoiado pelo Ação Pela Paz. As alunas, que participavam da iniciativa, se voluntariaram para ensinarem as técnicas às suas colegas. Ao total são 15 mulheres privadas de liberdade que participam das aulas semanais e, assim que as coisas retornarem a funcionar, poderão vender os materiais produzidos em um espaço que o CR possui na feira de artesanato da cidade.

Além da possibilidade de conhecerem uma nova técnica e gerarem renda, o projeto também tem o objetivo de ajudar psicologicamente as reeducandas que estão ociosas com a paralização das atividades. “Além de aprenderem um trabalho manual, as aulas aliviam a pressão mental, relaxando-as, fazendo com que tenham uma outra percepção do tempo e se ocupem, não se preocupando com a pandemia e em como estão as coisas lá fora”, comenta da Maura da Cruz, Diretora Técnica do CR.

Conviver Oficina de Jogos

Além das aulas de crochês, as reeducandas receberam jogos, como xadrez, quebra-cabeça, Uno, dominós, entre outros, para jogarem e criarem um ambiente acolhedor, amigável e companheiro com as colegas. Um dos espaços que é ocupado por uma empresa parceria, foi adaptado para receber esses momentos de lazer.

Foram mais de 80 jogos doados para atender 32 participantes, que foram previamente inscritas para facilitar o uso dos materiais com responsabilidade e cautela. Os resultados já estão sendo percebidos. “Notamos, com muita alegria e uma certa dose de alívio, que elas, apesar de tudo, neste período se encontram bem de saúde e calmas. Isto se deve ao fato da continuidade das atividades e das ligações efetuadas para as famílias”, finaliza Maura.

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS

© Copyright - CNseg

© Copyright - FenSeg

© Copyright - FenaPrevi

© Copyright - FenaSaúde

© Copyright - FenaCap

© Copyright - Educação em Seguros

© Copyright - Poder Público