Voltar ao topo
image/svg+xml

Alta da projeção da inflação reflete a probabilidade menor de cenário otimista

A projeção para o IPCA este ano foi elevada de 7,05% para 7,11%, enquanto, para o ano que vem, foi mantida em 3,93% no Boletim Focus divulgados nesta segunda-feira, 23

23 de Agosto de 2021 - Expectativas Econômicas

Inflação e juros em alta e crescimento em baixa nas projeções do Boletim Focus do Banco Central (BC), divulgado nesta segunda-feira (23). O documento reúne a estimativa de mais de 100 instituições do mercado financeiro para os principais indicadores econômicos. A previsão do mercado financeiro para a inflação de 2021 atingiu 7,11%, 20ª alta na projeção para o IPCA. Há um mês, a previsão estava em 6,56%. As perspectivas do mercado financeiro para a atividade econômica deste ano recuaram mais uma vez, de 5,28% para 5,27%. Há um mês, o crescimento projetado era de 5,29%. A previsão é que a Selic encerre o ano em 7,5% ao ano, se mantendo no mesmo patamar ao longo do próximo ano.

“Praticamente todos os pilares de um cenário mais otimista foram abalados”, afirma Pedro Simões, do Comitê de Estudos de Mercado da CNseg, a Confederação Nacional das Seguradoras. “O mercado apostava que com um impulso do crescimento da economia mundial, alguma solução razoável para a questão fiscal e o andamento da agenda de reformas, mesmo que desidratadas e lentas, seria possível crescer um pouco mais e, com ajuda da consequente apreciação cambial que viria desse cenário mais favorável, controlar a inflação com um aumento mais suave dos juros. Mas pela análise do boletim divulgado, vemos que o otimismo foi abalado e pode piorar nas próximas semanas”, acrescenta o economista.

Juntam-se a um cenário já complexo as tensões políticas que se acumulam, com disputas explícitas entre os poderes da República, testando a resistência das instituições, comenta Simões. “Para complicar ainda mais uma conjuntura já complexa e adversa, teremos ainda que lidar com o impacto da crise hídrica, num momento em que o país atravessa a pior seca em quase um século, com consequências sobre a inflação e, possivelmente, também sobre o crescimento em um cenário mais extremo, mas possível”, finaliza o economista.

Leia a íntegra do Boletim Acompanhamento de Expectativas Econômicas produzido pela CNseg

Matéria publicada originalmente no Blog Sonho Seguro

CONTEÚDOS RELACIONADOS

© Copyright - CNseg

© Copyright - FenSeg

© Copyright - FenaPrevi

© Copyright - FenaSaúde

© Copyright - FenaCap

© Copyright - Educação em Seguros

© Copyright - Poder Público