Voltar ao topo

89% dos beneficiários que participaram de projetos em SP apoiados pela Ação Pela Paz não retornaram ao crime

Confira os dados da última aferição da reincidência criminal realizada pelo SEMEAR

06 de Maio de 2022 - Instituto Ação Pela Paz

O SEMEAR, sigla para Sistema Estadual de Métodos para Execução Penal e Adaptação do Recuperando, foi criado em 2014 por meio do provimento da Corregedoria Geral da Justiça do Tribunal de Justiça de São Paulo e tem como parceiros a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária e o Ação pela Paz, instituto apoiado pela CNseg.

O programa, que busca maior efetividade na recuperação dos presos e suas famílias, viabiliza a realização de projetos do instituto focados na ressocialização da população privada de liberdade e egressa do sistema prisional em território paulista. Todo o trabalho realizado nesse contexto possui como objetivo central a diminuição da reincidência criminal e, dessa maneira, contribuir para termos uma sociedade mais segura.

Desde o início do SEMEAR, foram realizadas três aferições da reincidência criminal daqueles que participaram do programa. A mais recente demonstrou que dos 5.197 participantes aferidos entre 2015 e 2021, 3.741 deixaram os presídios. Desses, 3.332 (89%) não reincidiram à criminalmente até a data do levantamento.

A aferição dos dados dos participantes dos projetos apoiados possibilita o entendimento dos impactos destas iniciativas na vida das pessoas que passam pelo sistema prisional. Conhecer os resultados dos esforços conjuntos é o ponto focal para aperfeiçoar as ações a serem realizadas e validar o sentido do que é mais importante para a ressocialização de quem deixa a prisão.

graficoIAP.jpg

 

CONTEÚDOS RELACIONADOS

© Copyright - CNseg

© Copyright - FenSeg

© Copyright - FenaPrevi

© Copyright - FenaSaúde

© Copyright - FenaCap

© Copyright - Educação em Seguros

© Copyright - Poder Público