Voltar ao topo

Planejamento da GFIA para 2020 apresenta temas já abordados pela CNseg

03 de Abril de 2020 - GFIA

 

O Planejamento estratégico da Federação Global de Associações de Seguros (GFIA, na sigla em inglês) para 2020, divulgado no início deste ano, destaca cinco temas abordados frequentemente pela Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg). Eles representam desafios à estabilidade socioeconômica e ao bem-estar das pessoas, tendo em vista os onerosos custos envolvidos, e suscitam a participação das seguradoras. Os tópicos são: envelhecimento da população; riscos climáticos; riscos cibernéticos; inovação; e automóveis. O Planejamento Estratégico foi concebido antes da proliferação do novo coronavírus (COVID-19) e os tópicos não foram alterados. 

 No campo do envelhecimento, a GFIA trabalhará em conjunto com instituições e formuladores de políticas públicas a nível internacional para transmitir o papel que as seguradoras podem desempenhar na elaboração de produtos de previdência privada e de investimentos a longo prazo. Em particular, a GFIA defenderá regulamentos e apólices prudenciais que não comprometam essa função crítica.

Já para o tema que trata de Riscos Climáticos, o objetivo é monitorar a regulação que pode afetar o papel das seguradoras na mitigação de desastres naturais. A GFIA procurará destacar o papel exclusivo do setor de seguros no esforço global para mitigar o impacto das mudanças climáticas. A GFIA procurará desenvolver um entendimento comum do papel da indústria e dos reguladores na resposta às mudanças climáticas.

 Em Riscos Cibernéticos, a entidade vai focar em educação. Capacitar os formuladores de políticas sobre o papel que o seguro pode desempenhar ao lidar com os riscos cibernéticos e advogar pela flexibilidade regulatória necessária para permitir o desenvolvimento do mercado.
 A Inovação já conta um bom posicionamento da GFIA na contribuição do trabalho realizado por organizações internacionais. O escopo disso inclui disrupção direta e indireta, modelos de seguro inovadores, Insurtechs, veículos automatizados, telemática, tecnologia vestível, testes genéticos, economia de compartilhamento, big data e propriedade de dados.

Por fim, o tema Automóveis. A GFIA vai monitorar os desenvolvimentos regulatórios que podem afetar a capacidade das seguradoras de atender melhor os clientes de automóveis, em particular em relação ao aumento dos custos de danos aos veículos. A entidade destaca a necessidade de os governos desenvolverem políticas que acomodam o futuro da mobilidade. Ela também está bem posicionada para fornecer informações sobre o desenvolvimento de estruturas regulatórias para automóveis, especificamente acesso a dados de veículos

 Federação Global de Associações de Seguros

A GFIA é uma associação sem fins lucrativos, criada para representar as associações de seguros nacionais e regionais que atendam aos interesses gerais das empresas de seguro de Vida, Saúde, Seguros Gerais e Resseguro.

Semanalmente, a GFIA distribui aos seus membros um Boletim com um compilado de consultas, publicações e notícias com o objetivo de contribuir para um diálogo internacional sobre questões de interesse comum do mercado segurador. Esta publicação é traduzida para o português por colaboradores da CNseg para ser disponibilizado no Portal.

Os temas planejados pela GFIA já foram amplamente abordados em eventos realizados pela Confederação e em divulgações nos canais de comunicação da CNseg, em 2019 e 2020. O alinhamento aos objetos de foco da GFIA se deram em matérias voltadas para riscos climáticos, cibernéticos e inovação, por exemplo.

Inovação:  

Riscos Climáticos:  

Riscos Cibernéticos:

CONTEÚDOS RELACIONADOS